terça-feira, 13 de setembro de 2016

O que passa na mente de um fascista

Infelizmente, do contrário que deveria ser, a intolerância vem crescendo de forma assustadora em nosso país. Com a intolerância, veio o Fascismo, que é uma ideologia intolerante. Mas o que há no Brasil não é necessariamente o Fascismo de Mussolini.

Há quem diga que o fascismo do ditador italiano é mais um dos vários tipos de Fascismo (o Nazismo também é e pode-se considerar também o pseudo-socialismo de Stalin). Possivelmente, Mussolini pode ter esquematizado e transformado o fascismo em doutrina.

De qualquer forma, o fascismo está infelizmente em alta no mundo e também no Brasil. Não que ele tenha surgido agora, mas o apoio de instituições tradicionais a destituição dos governos petistas tem dado coragem aos fascistas, tradicionalmente na clandestinidade, para se manifestarem. Ou seja, os fascistas agora tem apoio legal para agirem. Caso sejam pegos pelos seus excessos, é só utilizar a velha desculpa de "defesa da pátria, da honra e de valores nobres" e tudo está resolvido.

O Fascismo se caracteriza pela escolha de uma classe ou povo privilegiado e pela intolerância violenta contra aqueles que não se encaixam nos valores defendidos pelos fascistas. Fascistas são bem agressivos contra aqueles que se opõe a seus estereótipos e a sua ideologia.

Um detalhe curioso é que fascistas sentem a necessidade de ter um inimigo para justificar seu ódio e agressividade. Como são "educados" para a agressividade, eles tem que encontrar algo que a justifique, que a torne legítima e aceitável. Se um inimigo não existe, eles tratam logo de inventá-lo. Sabem muito bem que se forem agressivos sem justificativa, podem ser punidos.

Fascistas são mais egoístas, teimosos e agressivos que os intolerantes comuns. São claramente paranoicos e passam a maior parte de suas vítimas caçando inimigos para exterminar. Sonham com um mundo onde somente eles existam e em tempos de crise e escassez de bens, fascistas agem como feras famintas, ignorando qualquer obstáculo que impeça-os de eliminar quem eles quiserem.

Por incrível que pareça, fascistas nunca são ateus. O Fascismo em si tem características de religião e muitos de seus pontos de vista são construídos com base na crença e não na racionalidade. Como os cristãos, elegem eles mesmos como "povo escolhido" e os inimigos escolhidos (aqueles que correspondem ao oposto de seus valores) são definitivamente endemoniados.

Fascistas não se consideram fascistas. Não raramente colocam este rótulo justamente nos seus alegados inimigos. Fascistas se consideram "homens de bem" (este é o nome pelo que eles preferem ser conhecidos) e defendem valores supostamente elevados, como patriotismo e a humanidade. Embora achem que "humanidade" seja apenas os seus assemelhados e os seus concordantes.

É urgente o cuidado com fascistas. Muitos deles se sentem seguros nas redes sociais para cometer suas atrocidades. São gente teimosa, que detesta diálogo e que luta com bravura pelo seu conjunto de valores, tratado por eles como um valioso patrimônio.

O recomendável é nunca debater com um fascista, Fascistas devem ser ignorados. É também indispensável ocultar características que soem ameaçadoras às convicções dos fascistas. Fascistas só conseguem enxergar o próprio senso de moral e se eles acharem necessário, são capazes de assassinar qualquer um que desafie os seus pontos de vista retrógrados.

É preciso que autoridades criminalizem o Fascismo e punam os fascistas. Infelizmente, algumas mas importantes reivindicações dos fascistas casam com as orientações políticas das instituições que criam, executam e protegem as leis. Infelizmente será preciso que os fascistas concluam suas atrocidades para que a lei possa agir.

Gostaria que não fosse assim. Muitos inocentes poderão se dar muito mal diante desse relaxamento das leis. Eu queria mesmo que a lei usasse a prudência e criminalizasse o fascismo. Mas os fascistas se consideram "homens de bem", fazer o quê? Quem vai querer condenar um "homem de bem?...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.