terça-feira, 16 de agosto de 2016

O ódio conservador nasce do egoísmo

Vivemos em tempos tristes. Se não bastasse termos agora um governo corrupto que se prepara para arrasar com o cotidiano de muitos brasileiros, temos a onda de ódio gerada por grupos ideologicamente conservadores que agridem qualquer um que não compartilhe de suas convicções pessoais.

É um bom sinal de retrocesso. Além do governo nos devolver a tempos passados bem remotos, quando não tínhamos direito a dignidade no trabalho e no cotidiano, ainda temos jovens (sim, jovens!) desejosos por ais retrocesso, incluindo o de reservar o bem estar apenas para aqueles que se simpatizam com suas causas, chegando a desejar a morte de oponentes.

Estamos no século XXI, em que futuristas do passado definiam como uma época de avanços e somos testemunhas do mais irresponsável dos retrocessos. A onda de ódio que nos faz todos suspeitos e desconfiados ao mesmo tempo. Em que pessoas se afastam pelo menor dos motivos, por algo que poderia ser resolvido por uma simples conversa. Se estivéssemos dispostos a ouvir e a mudar de ideia, caso necessário. Mas nunca estamos.

Seria surpreendente esta onda de ódio se esquecermos que o egoísmo está em moda. Em tempos de crise, as pessoas tendem a agarrar com firmeza seus bens e direitos, incluindo privilégios e supérfluos. Estamos com medo de perder até mesmo aquilo que não precisamos. Por isso rosnamos feito bestas-fera contra aqueles que soam ameaçadores a nós.

Acreditei que neste início de século seríamos mais unidos. Aprenderíamos a conviver uns com os outros. Chegaríamos a um consenso, sabendo diferir opiniões de fatos, após conversas inteligentes e respeitosas. Nada disso está sendo posto em prática. Lentamente vamos regredindo e retomando os nossos mais bestiais instintos. Tudo para defender coisas que ficarão por aí, após morrermos.

Sinto que teremos que aprender tudo de novo. Demos um imenso passo para trás. Será que as experiências dolorosas do passado terão que voltar para tentar nos educar melhor e colocar-nos de volta ao caminho da evolução?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.