terça-feira, 26 de janeiro de 2016

A decepção é a filha da Ilusão

Você se sente feliz com ilusões? Sai para tomar umazinha após o trabalho? De noite se esbalda na pista de dança até cair no chão? No domingo, após escutar um cara de batina falar sobre bondade estereotipada, vai torcer para quem um bando de 11 analfabetos ganhe um jogo que não trará qualquer tipo de benefício aos torcedores (pelo contrário, até suga dinheiro). Que tal esta vida?

Parabéns. Você vive no mundo da ilusão! Se ao invés de tentar melhorar a realidade chata dos chefes autoritários, dos políticos corruptos, das leis injustas, da burocracia desnecessária e dos bandidos que são mais protegidos pelas leis de Direitos Humanos do que você, prefere se esconder em um mundinho encantado dos esportistas, celebridades, religiosos e outros farsantes que mentem tanto quanto os políticos e bandidos que você odeia, é porque você vive num mundinho paralelo da ilusão.

Muitos dos valores positivos de nossa sociedade são pura ilusão. Patriotismo não faz sentido porque é amor por um pedaço de terra dividido artificialmente por homens. Esporte estimula o egoísmo através da competitividade. Religiões não passam de contos de fadas amontoados. Bebidas alcoólicas fazem mal e limitam a capacidade de discernimento. Estes e muitos valores considerados positivos sã na verdade fugas da realidade que o senso comum tenta transformar em fonte de felicidade e organização. 

Ninguém quer melhorar a realidade. Até finge que quer para ficar bem diante das outras pessoas. mas mudar a realidade implica em uma complexidade de atitudes que a maioria esmagadora das pessoas não está a fim de tomar. Melhorar a realidade exige esforço e pior: exige a recusa dessas ilusões "positivas" que na verdade funcionam como um misto de narcótico com zona de conforto.

E para piora ainda mais, as pessoas ao se acostumarem com estas ilusões, passam a defendê-las com certa agressividade, como se tais ilusões fossem a principal razão de felicidade e dignidade. Pessoas matam e morrem para defender ilusões, mas as mesmas pessoas se encolhem na hora de exigir dignidade e real qualidade de vida.

Mas se esquecem todos que a ilusão é a mãe da decepção. Que cedo ou tarde as ilusões se mostram como tais, revelando uma realidade que se torna cada vez mais difícil de consertar. E como num ciclo vicioso, continuamos fugindo para as ilusões. E tome mais decepção, mais ilusão, mais decepção e assim por diante...

Por isso que o Brasil, a pátria que mais exalta as ilusões é a materialização perfeita do "Land of Make Believe", a Terra do faz de Conta. Façamos de conta que o supérfluo é necessário, que as ilusões são realidades e que os enganadores são gente boa. Façamos de conta que somos uma humanidade feliz.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Especialista diz que lixo é matéria-prima reaproveitável

ESPREMENDO A LARANJA: A reciclagem de lixo é uma prova de bom aproveitamento de material. Além de diminuir a poluição, a sua reutilização responsável barateia custos e dá emprego para muita gente, sobretudo aos catadores de lixo, que tiram o sustento do dinheiro que recebem com a venda de material às indústrias de reciclagem. Enfim, todos saem ganhando com a reciclagem.

Especialista diz que lixo é matéria-prima reaproveitável

08/05/2011 - 14h34 - Agência Brasil - Extraído do Portal Terra

A reciclagem de resíduos sólidos movimenta cerca de R$ 12 bilhões por ano. Tudo que é descartado pode se transformar em matéria-prima para a indústria por meio de uma correta coleta seletiva do lixo. Para o coordenador do Núcleo de Educação Ambiental do Prevfogo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Genebaldo Freire, a coleta seletiva pressupõe um planejamento rigoroso e o contato com as cooperativas de catadores, para que todos saibam o que será aproveitado e qual será o encaminhamento adequado para vidros, pilhas, baterias, plástico e metal.

"Em muitos lugares o processo está acontecendo de uma forma natural, tanto que não usamos mais o termo lixo, porque é sinônimo do que não presta. Usamos resíduos sólidos, porque significa matéria-prima a ser reaproveitada. Lixo não existe."

O interesse pela reciclagem de pneus e eletroetrônicos tem aumentado no País. O tempo médio de utilização de computadores e impressoras, por exemplo, é cinco anos. Para as geladeiras e os fogões, algumas empresas já se especializam na coleta, desmotagem e encaminhamento para as usinas de reciclagem.

A coordenadora de Consumo Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Fernanda Daltro, diz que este é um dos pontos que está sendo discutido com os setores envolvidos. "Nós temos alguns programas voluntários, como o das operadoras de celulares. Estamos pensando em mecanismos de comunicação para o consumidor saber onde deve devolver os aparelhos e equipamentos."

Para Severino Lima Júnior, do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, é possível ganhar dinheiro com o material reciclado embora existam alguns problemas. "As cooperativas bem organizadas conseguem um bom preço. No Nordeste, por exemplo, tem poucas indústrias e, por isso, a garrafa PET é vendida a R$ 0,80. Em São Paulo o preço é R$ 1,30."

Um estudo feito pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre) mostra que o ganho médio do catador é 1,5 salário mínimo nas regiões Sudeste e Sul e um salário mínimo nas demais regiões.

Joel Carneiro é catador há 20 anos e trabalha no Aterro Sanitário de Brasília. Segundo ele, dá para viver de reciclagem. Carneiro também faz parte de uma cooperativa, o que tem facilitado e proporcionado parcerias com o empresariado.

Atualmente é possível transformar até o resíduo hospitalar. O Hospital Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná instalou um equipamento, o Newster 10, que trata os resíduos através de trituração e esterilização. Depois de meia hora em funcionamento, e de um resfriamento feito com a ajuda de água, os resíduos saem prontos para voltar à natureza sem comprometer o meio ambiente.

"Estamos facilitando a estrutura hospitalar", explica o médico José Lazarotto de Mello e Souza. A máquina transforma em lixo comum os materiais para diálise, como placas e tubos, e até mesmo os de laboratório, como caixas para cultura de micróbios.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Computador em manutenção

O computador que eu uso para escrever as postagens entrará em manutenção por causa de diversos problemas e estou sem tempo e sem dinheiro para usar lan houses diariamente. Por isso, sou obrigado a dar uma parada de umas duas semanas até que tudo se resolva. Obrigado pela paciência e desculpem o incômodo.


terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A diferença entre esperança e perspectiva

Nesta época de virada de ano, muita gente fica na expectativa de melhorias. Todos torcendo para que o ano seguinte seja melhor que o anterior, embora na prática pouca coisa mude a cada ano. E no final deste ano estaremos novamente torcendo para o que desejamos para este aconteça no próximo e assim por diante.

Praticamente todos têm esperança de melhorias. Esperança. Tem tudo a ver com espera. Esperança é a noção vaga que temos que coisas boas poderão acontecer conosco, mesmo que na haja evidências nem indícios para isto. A fé herdada pelas religiões nos faz felizes por uma felicidade que ainda não anunciou a sua chegada.

Sinceramente cansei de ter esperanças. Quero dizer, ainda tenho esperanças, mas não me baseio nelas para construir a minha espera pela felicidade. Vou vivendo, enquanto fatos não comprovem que serei feliz ou terei no minimo um bem estar básico.

Mas existe uma forma de esperança mais real, mais certeira e que possamos confiar: a perspectiva. É quando a esperança é construída não mais pela fé, mas pelas evidências. É quando você olha no horizonte e não vê apenas o mar e sim algo de bom se aproximando de você. É quando você á distância consegue enxergar a chegada de algo que fara você ter algum tipo de prosperidade ou bem estar. Esta é a perspectiva.

Prefiro ter perspectiva. Isso sim é o que anima. A perspectiva é a esperança sendo posta em prática. É quando deixamos de acreditar para verificar de fato se a prosperidade vem.

Portanto desejo mesmo que todos tenham perspectiva de realizações em suas vidas. melhorias reais que façam com que no final deste ano que se inicia, não repitamos aquelas promessas de realizações que a todo ano nos fazem desejar uma felicidade futura que cuja chegada é adiada a cada ano.