terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Bondade nada tem a ver com crença religiosa

É estigmatizado o conceito de que as pessoas religiosas são mais bondosas que as não religiosas. calcadas em estórias fictícias, como autênticas mitologias, as religiões não deveriam ter qualquer tipo de relação com bondade. O negócio delas é entreter com contos de fadas e só. 

A bondade exige algo que tenha mais a ver com realidade. A crença em seres imaginários e estórias mirabolantes na garante que uma pessoa seja melhor que as outras. Do contrário que os religiosos insistem em afirmar, as religiões tem travado a evolução da humanidade.

 A falta de lógica e o desprezo pela racionalidade impostos pelas religiões tem feito com que muitos fiéis atrofiassem ou distorcessem sua compreensão da realidade, o que tem resultado em muita inércia intelectual e muitos danos sociais, derivados dos preconceitos resultantes desse tipo de inércia.

As religiões nunca foram boas para sociedade nenhuma. Crer em algo só porque alguém confiável lhes disse, nunca deve substituir a razão. Com a mais absoluta certeza, os cérebros não habitam nossas cabeças com a única finalidade de dar peso às mesmas. São computadores internos que existem para processar ideias, e não aceitá-las sem questionar.

E a bondade, desculpa esfarrapada para justificar a existência das religiões, dispensa qualquer tipo de crença. Na verdade, para ser bom, precisamos apenas acreditar nos seres humanos. Ter a noção exata de que os outros precisam viver com bem estar e qualidade de vida. As religiões têm se atrapalhado em sua maioria (raro honrosas exceções, como por exemplo, na Teologia da Libertação) das tentativas de ajudar o próximo. Muitas delas tem superfaturado seus orçamentos, acabando por enriquecer lideranças que estranhamente passam a ostentar um padrão de vida incompatível com as profissões que alegam ter.

Mas não precisamos das religiões para fazer o bem. basta você observar os problemas e tentar resolvê-los usando a lógica e o bom senso e fazendo um planejamento adequado de resolução prática. fazendo isso, não dependeremos mais de um velhinho de barba metido a superpoderoso a ser solicitado a todo momento para fazer coisas mirabolantes que só são possíveis na ficção. Os religiosos andam lendo contos de fadas demais.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Mídia transforma lenda religiosa em fato noticiável

A mídia é parceira do poder. As religiões também são parceiras do poder. E as duas juntas fortalecem ainda mais o poder. Entreter e colocar a fé no lugar da razão é uma boa forma de imobilizar as pessoas para que elas continuem conformadas e submissas, para que os donos do poder continuem roubando para si aquilo que deveria estar na s mãos de todos.

Por isso, a mídia sempre lança mão de proselitismo religioso. Pouco importa se lendas religiosas fazem sentido ou não. O que importa é que elas devem ser levadas a sério e confundidas com a realidade, que deve se submeter aos dogmas da fé cega.

Não é a primeira vez que isso acontece e talvez nem seja a ultima. Foi noticiado que a freira Madre Teresa de Calcutá será canonizada por casa de um milagre acontecido no Brasil. O tal milagre ocorreu por causa de um suposto fato sem pé nem cabeça relatado por um casal de beatos. Não vou me ater ao caso em si para na desviar o foco. Quero falar sobre o porque da mídia levar a sério uma coisa que deveria ser restrita à crença de uma igreja.

Porque tratar uma lenda sem sentido, que exige a não-explicação científica para se legitimar? Legitimar por algo sem explicação? Como algo pode ser mais autêntico se ele não tiver explicação? Tá, da próxima vez que eu faltar ao trabalho, nem vou me dar o luxo de justificar a minha falta, pois meu patrão e religioso e coisas sem explicação parecem mais autênticas para quem crê.

Mas o pior não é isso. Se esse episodio que estimulou a decisão de canonizar a freira, que jogava os pobres e doentes em um depósito insalubre para poder viajar de avião com ricaços, ficasse apenas no conhecimento dos católicos que creditam nisso, ainda é aceitável. Mas a divulgação midiática da mesma tem a explícita intenção de proselitismo religioso. Ou seja, para a mídia, o milagre é real, realmente aconteceu e você terá que aceitar isso.

Não é por acaso que a religiosidade vem retomando a sua força, principalmente entre os mais jovens. E tempos de mediocrização intelectual, é coerente o desprezo pela razão e a substituição desta pela fé. Inteligência só serve para o mercado de trabalho e para servir de rótulo para promoção social. Mas raciocinar mesmo é um a tarefa desagradável , que exige esforço e abnegação (negação de valores e costumes considerados positivos e agradáveis). Legal mesmo é ser burro, mas com rótulo de "inteligente".

E mais burra ainda e a mídia que leva a sério esse tipo de coisa, que deveria ficar apenas nas mentes de quem acredita (e todos têm o direito, garantido por lei, de acreditar em qualquer coisa, inclusive no Boitatá ou no Monstro do Espaguete).

Aí vão dizendo que o mundo nunca melhora e não sabem o porquê.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Belas fotografias ganham prêmio

Aqui estão algumas das mais belas fotos concurso Underwater Photography Contest, promovido pela Universidade de Miami para fotógrafos amadores. A vencedora mostra dois engraçados peixes da espécie Bryaninops natans se acasalando, de Tobias Friedirich.

Veja as outras belas fotos abaixo. Na ordem os créditos:

Tobias Friedrich
David Barrio Colongues
Luc Rooman
Laura Rock
Michael Gallagher (nada a ver com Oasis, nem com o "Sandy de OC, viu?)
Jordi Benitez
Laura Rock (essa foi agraciada com duas fotos escolhidas?)













terça-feira, 8 de dezembro de 2015

De novo? NÃO!

A onda de ódio destilada nas redes sociais, que inclui demonstrações de ódio a qualquer um que não se encaixe no estereótipo da família branca-cristã-capitalista, não dá sinais de que irá cessar. E faz mais uma vítima famosa de ataques racistas nas redes sociais: a atriz Sheron Menezes.

A talentosa atriz - que também sabe dançar muito bem, como se viu no Dança dos Famosos - Sheron Menezes, nascida no Rio Grande do Sul, é dona de uma impressionante beleza facial. Seguramente eu a coloco na lista da 10 (sim: DEZ!) mulheres mais lindas do Brasil. E olha que temos milhões de mulheres lindas em nosso país. Dói saber que uma mulher tão maravilhosa seja vitima de ataque tão cruel, mesmo virtualmente. Dói mais ainda saber que possivelmente não será o último caso desta vergonhosa situação.

A atriz escreveu um comentário sensato, prometendo ir à justiças tomar as atitudes cabíveis para que os responsáveis respondam pelos seus erros. Sabe-se que a impunidade favorece atitudes ofensivas como as que vem se repetindo com ela, com outras celebridades e também com gente como (eu mesmo, mestiço, fui vítima de racismo várias vezes). Vejam a sensatez da belíssima Sheron:

"Desprezíveis racistas. Não adianta entrar na minha página e escrever absurdos, xingamentos e agressões pois vão ter que engolir a mim e a tantas outras pessoas negras em nosso país! Já esperava por isso depois do que fizeram com minhas amigas e colegas, então quero lhes dizer que saiam da frente com sua inveja, pois estamos passando com o nosso cabelo maravilhoso, com a nossa linda cor, nossa beleza, nossa educação e nossa inteligência.Não adianta colocar uma máscara de macaco no meu rosto ou tentar me ofender porque isto não me atinge! Fui treinada desde criança e sei o meu valor! Mas atinge milhões de pessoas no Brasil que sofrem essa discriminação todos os dias! E é por elas que resolvi me manifestar. Tomarei as providências cabíveis. Acho melhor tirarem as suas máscaras e se revelarem publicamente, pois se não o fizerem a Polícia Federal o fará".

Palmas DE PÉ, Sheron! Falou tudo! É isso mesmo! Concordo com cada virgula! Vocês negras são todas lindas - e você ainda mais, deusa Sheron! Vocês negros, tem muito valor e levantem a auto-estima! Vocês enriqueceram a nossa cultura e não param de enriquecer. Sejam fortes! Os racistas são imbecis que não sabem o que significa a expressão seres humanos

Lutem todos para acabar com esta vergonha! Somos todos um só! Me uno a vocês nesta luta contra o racismo! Esse e todos os tipos de preconceitos deveriam ter acabado há séculos! Esses racistas ignorantes que vivem perdendo seu tempo precioso ofendendo os outros precisam se tratar urgentemente. 

Ainda sonho com o dia em que atitudes nefastas e revoltantes sejam coisa de um passado remoto. Afinal, pelo que eu sei, não voltamos aos tempos das barbáries.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Cientistas, nossos verdadeiros heróis: esses merecem nossa torcida

Nada justifica a colocação do futebol no lugar de coisas realmente importantes do nosso país e de nossas vidas. Esse fanatismo que dá exagerada importância a um simples esporte deve se resumir em uma só palavra: alienação. Porque não procurarmos heróis de verdade para cultuar, ao invés de simples bobos-da-corte que correm atrás de uma bola?

Quem realmente merecia nossos aplausos, nossa torcida são os cientistas, essa gente que sofre muito para tentar encontrar melhorias de todo o tipo para nossas vidas. Como aviso aos que justificam o fanatismo do futebol porque "nós temos os melhores jogadores", rebato dizendo que também temos cientistas de altíssimo nível, preparados para as mais importantes missões.

O cientista brasileiro é um lutador. Não tem apoio de ninguém, nem sequer do governo. gastam muito dinheiro com pesquisa, mas para isso pouco recebem. E as suas pesquisas envolvem coisas realmente úteis para as nossas vidas. Coisas que interferem diretamente em nosso cotidiano. Mas quem liga para coisa séria?

Deveríamos apoiar muito os nossos cientistas. Mas como ninguém apoia, muitos deles acabam saindo do país, a procura de reconhecimento profissional sério, que não há por aqui. Se acontece o mesmo com os jogadores (trabalho no exterior), o motivo nem sempre é o mesmo, já que jogadores são adorados lá e cá, mas cientistas não. Cientistas só são valorizados em países sérios. E o Brasil, hum, hum... Como dizia aquele antigo presidente francês...

Gente, vamos valorizar nossos cientistas. Sua saúde, sua casa, suas leis e tudo relacionado com seu cotidiano vai mudar com o sucesso de um cientista. E para melhor.

Agora me digam: que tipo de benefício concreto o Brasil irá ganhar com a vitória no futebol? Quem não responder "nenhum", com certeza não vive no Brasil. Vive no mundo da lua.

A todos os cientistas, meus sinceros e empolgados aplausos.