terça-feira, 25 de agosto de 2015

Não ame bichos como se amasse pessoas

E aí, cuidou de seu bichinho hoje? Aproveitou e colocou foto dele nas redes sociais, né? Que bonitinho! É realmente bom tratar seu bichinho com carinho e cuidado. Mas ALTO LÁ! Há um limite na forma como você trata ele.

Sei que em tempos de ódio humano as pessoas têm preferido desviar seu foco de afeto para outras coisas. E é legal que numa hora como essa animais sirvam de consolo para o afeto que os seres humanos não estão sendo capazes de dar.

Mas o problema é que esta carência afetiva pode fazer com que os animais substituam os seres humanos de maneira literal, fazendo com que donos de animais tratem os seus bichinhos de estimação como se fossem pessoas, oferecendo regalias que eles não dariam a seres humanos.

Isso é o lado grave da carência resultante desses tempos onde por causa de interesses mesquinhos e supérfluos, as pessoas cismaram de brigar umas com as outras, nem que seja apenas nas redes sociais.

Trate seu bicho com carinho e cuidado. Mas não se esqueça de que ele não é uma pessoa. Seres humanos são seres sociais e devem aprender a conviver com membros de sua espécie. 

Sejamos pessoas a amar animais, mas não ajamos como animais irracionais a tratar bichinhos como se fossem pessoas.

O amor por animais nunca pode se sobrepor ao amor entre humanos. Aprenda a amar as pessoas. Um dia, chegaremos a um acordo que porá fim nestas brigas que são resultantes da ignorância, da teimosia e de nossa incapacidade de amar. 

Pensem nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.