terça-feira, 21 de abril de 2015

Pra quê tanto feriado?


Brasileiro é um povo interessante. Adora feriado e quer ainda mais, ao invés de reduzir a carga horária daquilo que eles chamam de trabalho (que na verdade é emprego - trabalho é qualquer atividade que produza algo), onde passam a maior parte da semana se dedicando a satisfazer chefe e clientela. O ideal que trabalhemos em nossos empregos apenas um turno por dia, com outra pessoa completando o mesmo serviço em outro turno.

Mas como brasileiro detesta lutar pelos seus direitos, sendo ao mesmo tempo um povo submisso, medroso e preguiçoso, aceitam de bom grado a carga excessiva que lhe impõem e preferem escolher que alguns dias fiquem o dia inteiro sem fazer nada de importante (se ao menos se dedicassem os feriados a algo que lhes pudesse desenvolver suas qualidades até seria bom, mas nem isso). Esses dias onde o cidadão se dedica para fazer porra nenhuma se chama "feriados".

E brasileiro adora feriado. Povo infantil, que se recusa a melhorar seu intelecto (embora adore ser chamado de "inteligente": elogios falsos são o "ouro de tolo" dos brasileiros), quer brincar e muito. Mesmo que sejam brincadeiras de adulto. Tudo bem que ninguém pode ser sério sempre, mas para não ser sério precisa ser idiota?

Everything is silent and grey

Eu detesto domingos e feriados. Aliás detesto qualquer coisa que lembre o vazio, o nada. Tenho mais medo do nada do que da morte. Em casa sempre procuro preencher as coisas, evitando qualquer vácuo. E o feriado é o "Dia do Vazio". Ruas vazias, comércio fechado, serviços parados e nada, absolutamente nada para se fazer. É um dia bom para quem quer passar dormindo. E é um dia muito triste pelo tédio e pela solidão tradicionais em feriados, domingos e dias parecidos.

Por isso mesmo o pior dia da semana para mim é o domingo. O que é um domingo senão um feriado obrigatório que temos que encarar a cada semana?

Feriados são bons para quem tem uma vida social intensa, pois os amigos  - incluído uma bela mulher que algum sortudo tenha o direito - fazem o pepel de "brinquedo", oferecendo emoções baratas (cheap thrills) o preguiçoso cidadão, que prefere pausas esparsas do que lutar para trabalhar menos todos os dias.

O ruim dos feriados é que você tem tempo livre para fazer algo importante, mas não pode porque está tudo fechado. Não posso ir a uma biblioteca* ler um bom livro, porque ela não funciona. Não posso comprar o que eu quero por que a loja que tem este produto está fechada. 

Os feriados e domingos são na verdade os dias que escolhi para atualizar blogues, pois nem para ler notícias na internet dá, pois boa parte dos sites diminui drasticamente suas postagens nesses dias. Como nada tenho mais a fazer, estou a escrever estas coisas que vocês muitas vezes se recusam a ler, já que os brasileiros só gostam de ideias estabelecidas, que sejam defendidas ou por uma maioria, ou por pessoas de prestígio, não de um Zé Ninguém como eu. E cultuar feriados como algo salutar, é uma dessas ideias estabelecidas.

Vou levando essa vida assim, pois não tenho o poder de mudar as coisas, embora tenha o discernimento que os poderosos e seus seguidores não tem e não querem ter. Enquanto utilizamos nosso tempo livre para bobagens, continuamos cada vez mais submissos aos "líderes" que nos escravizam para as suas vontades particulares, pois eles lucram e muito com a nossa inércia e o nosso fascínio pelo fútil e inútil.

De qualquer forma um bom feriado a todos. E que aprendam  a utilizá-lo de forma mais produtiva possível.

---------------------------------------------------------
* NOTA: Brasileiro odeia livros. E a mídia e as autoridades se aproveitam desta característica para estimularem ainda mais isso, sabendo que povo burro é mais submisso. A prática mostra que está tática está sendo bem sucedida. Livros caros, bibliotecas e livrarias que além de serem escassas em cada cidade - interessante, em cada cidade há poucas livrarias e bibliotecas, mas muitas igrejas e muitos bares - que só funcionam quando todos estão trabalhando, entre outras medidas, servem para afastar cada vez mais o povo de uma leitura saudável que possa lhes abrir a mente. E com isso tudo fica como está, estagnando nosso desenvolvimento e mantendo as injustiças e os problemas intactos que vão sendo passados como se fossem uma bomba prestes a explodir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.