sábado, 25 de abril de 2015

Menina Alagoana decide criar biblioteca pública por conta própria

É tradição para os brasileiros ser um pouco avesso a leitura de livros. Isso é ainda maior entre os mais jovens, muito mais interessados e se divertir do que adquirir conhecimento. Mas há exceções. E boas exceções, que nos deixam de queixo caído e com esperança de um futuro melhor.

E um desses exemplos veio de onde a gente menos espera que surja iniciativas desse tipo. No interior do estado nordestino do Alagoas, na cidade de Mata Grande, uma menina de apenas 7 anos que adora ler livros decidiu por conta própria e com o apoio inicial dos avós, de criar uma biblioteca púbica que pudesse atender aos moradores da localidade onde mora.

A menina atende pelo nome de Mell e sua iniciativa, felizmente, tem chamado a atenção não apenas dos moradores da sua cidade, como de todo o estado e agora, de partes do país todo. Cidadãos locais se mobilizam para doar livros - todos em bom estado e muitos atualizados! - e a biblioteca central da cidade já se ofereceu para ajudar na infra estrutura e na catalogação do acervo.

Mell pretende estimular jovens como ela a se interessarem por livros e usar a iniciativa para enriquecer a cultura local. Em Arapiraca, no interior do mesmo estado, outra criança teve a mesma ideia e sua biblioteca, há um tempo em funcionamento tem provado que a iniciativa, que faz muito sucesso, dá certo. 

A biblioteca de Mell ainda não está pronta, embora haja ajuda o suficiente para pelo menos começar apor em prática o desejo da menina. Vendo o sucesso em Arapiraca, certamente não haverá empecilho ara a sua concretização. E torcemos para que Mell, um exemplo a ser seguido não apenas por crianças e jovens, as por adultos também, possa ter cada vez mais sucesso e felicidade e que muitas bibliotecas possam nascer através dessa iniciativa.

Iniciativas desse tipo merecem toda a nossa admiração e todo o nosso apoio. Até porque precisamos cada vez mais de bibliotecas e livrarias. Se as pessoas lessem mais, seriam muito menos burras e muitas asneiras que lemos nas redes sociais nunca teriam sido escritas.

Parabéns, Mell. Se todos os jovens tivessem a maturidade que você tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.