sábado, 22 de novembro de 2014

Entre 40 países analisados, Brasil é o segundo pior em Educação. Os fatos comprovam. E países não analisados podem empurrar Brasil para mais baixo ainda

Diz a sabedoria que pessoas mentem, mas evidências não. E são evidências que mostram que o Brasil vai muito mal, o pior possível na Educação.

Uma pesquisa feita por uma consultoria britânica, a pedido de uma instituição de ensino, listou 40 países de acordo com o seu desempenho na educação, baseando em vários aspectos. Resultado: o Brasil ficou em penúltimo lugar, perdendo apenas para a Indonésia.

Podem até dizer que entre os países não consultados - que são muitos - estão nações com sistemas educacionais piores que os nosso. Pode ser, se levarmos em conta a infra-estrutura das escolas e o salário dos professores. Mas no quesito de preparo do ser humano, é difícil que haja um pior que o nosso.

Nosso sistema educacional, na verdade, não existe para formar pessoas, embora assuma isso no discurso vazio. Ele existe, na verdade, para servir de obstáculo para o alcance da carreira profissional. Como não há emprego para todos, o jeito é filtrar pretendentes aos cargos ou aumentar as exigências, usando como desculpa hipócrita de que os candidatos "não tem qualificação suficiente". Não estava preparado o suficiente para uma função, coloque em outra, ora.

Além do mais que em nosso cotidiano, observando o comportamento de nossa população nos momentos de lazer e as suas opiniões a respeito de religião, esporte, política, cultura e costumes, dá para perceber facilmente que o discernimento é algo ainda bem puco utilizado pela nossa população, acostumada a acreditar em tudo que a maioria e pessoas prestigiadas lhe dizem, mesmo que seja pura mentira. Sinal claro de Educação fracassada.

Nunca esperem por melhorias reais na educação. Sempre é bom lembrar que melhorias na Educação, no Brasil, são premitidas somente as superficiais ou as estruturais (reformas e construções de escolas, doação de material e pagamento de professores). Melhorar profundamente, estimulando o intelecto dos alunos é ruim para os poderosos, já que povo inteligente é povo indomável, questionador.

Para a população, pode até ser que a colocação do Brasil nesta pesquisa seja uma má notícia. Mas para os políticos e os Grandes Empresários, é um grande alívio. Um sinal de que uma insurreição vinda das massas é uma utopia prestes a nunca se realizar em nossa sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.