segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Mulheres, namoro e as mentiras carnavalescas

A mentira é o motor que faz mover o Brasil. A verdade dura exige discernimento e bom senso para que seus problemas pudessem ser resolvidos. Mas ninguém quer ter discernimento e bom senso, já que estimulados pela mídia a não pensar (pensar derruba líderes - que não querem ser derrubados), preferem acreditar em mentiras doces e confortáveis que enganam a todos e pões tudo de ruim para debaixo do tapete, para depois a sujeira se espalhar novamente, repetindo o ciclo.

E boa parte das maiores mentiras se referem à vida afetiva, tão injusta quanto a luta por emprego ou qualidade de vida. Ainda mais numa sociedade machista como a nossa, onde até as mulheres seguem direitinho as regras e convicções machistas. Ruim para quem ficar de fora desse machismo todo.

E para os machistas, é bom acreditar em certas facilidades em torno da vida afetiva, como o suposto excesso de solteiras, sobretudo em tempos de festas ou a facilidade de conquista nestes ambientes ébrios. Facilidades, ma non troppo, já que os machistas gostam de dificuldades na  conquista por: primeiro por se divertirem com esse joguinho de gato-e-rato, segundo para eliminar os tímidos e "incapazes" da concorrência.

Mulher linda e fácil no Carnaval? Desconfie, é cilada...

E muito bonito saber que, durante o Carnaval, as mulheres se tornam misteriosamente "mais amorosas" e muito mais "receptivas" para relacionamentos. Só que são as mesmas mulheres que no resto do ano se mostram carrancudas quando andam na rua e reclamam quando você encosta seu corpo no de cada uma delas, mesmo involuntariamente num ônibus lotado. 

Como achar natural haver nas mulheres um comportamento contraditório ao das mesmas mulheres durante o resto do ano? Será que para elas, somente as festas é que servem para arrumar namorado? E vocês acham, que elas vão conseguir um cavalheiro disposto a um relacionamento sério, fiel e duradouro em um ambiente de irresponsabilidade, descontrole e muita tolice? As mulheres estão sonhando. Aí se enfiam em um casamento fracassado com homens que não as amam e depois vem dizer que "o amor acabou". Como acabou se nem havia começado?

Pode até ser que muitas dessas mulheres nem estejam fazendo questão de amor. A mídia imbecil enfiou na cabeça delas duas ideias idiotas: a de que não existe homem romântico e a de que mulher apaixonada é sinônimo de mulher otária. Dois erros que na prática demonstram bem falsos e estimulam esse comportamento das mulheres de só ser simpáticas nos horários de festas.

Que graça tem para as mulheres de serem só simpáticas e amorosas em horários de festa? Não sabem que elas só perdem com este comportamento? Não sabem que nem todos os tipos de homens vão as festas? Chiam porque falta homem sem saber que o grande contingente masculino está se ocupando com coisas muito mais importantes e produtivas do que rebolar com a cara cheia de álcool, com neurônios morrendo aos poucos. Homens cada vez manos vão às festas. Sabem que não são os ambientes ideais para se conhecer alguém realmente sério.

Não sei se vale a pena pedir uma mudança de atitude para as mulheres. No Brasil, teimosia virou característica típica. Quase todos os brasileiros transformaram convicções em patrimônio e se orgulham disso. Mudar de ideia soa como sinal de derrota. Mudar a mente de um brasileiro é muito mais difícil do que passar em concurso público dos mais concorridos.

Por isso nem vou fazer esse pedido. Elas que continuem assim. O que peço é que a opinião pública e a propaganda midiática pare de mentir. Assumam de uma vez por todas que está cada vez mais difícil amolecer o coração de uma mulher. Pelo menos até haver uma mudança de atitude das mulheres: quando elas perceberem que o comportamento delas afastam os homens mais conscientizados e respeitadores.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Não vá fingir de solteiro no Carnaval se você for comprometido!

ESPREMENDO A LARANJA: Texto interessante. Concordo plenamente. Namoro é responsabilidade. Para os indecisos, sejam homens ou mulheres, que desejam usar os festejos para "arrastar as asas" para quem quer que seja, recomendo encerrar qualquer tipo de relacionamento sério. 

Sejamos coerentes: se você, que tem companheiro, quer dar uma de solteiro no Carnaval e agarrar tudo que encontra pela frente, com absoluta certeza, você não quer nada sério. Vá se divertir e assuma que você ainda não está preparado para um compromisso. namorar só para agradar a sociedade não é bom. Polígamos em potencial tem mais é que viver descompromissados para que estejam sempre disponíveis para qualquer amasso.

Quem quer algo realmente sério deve estar consciente das responsabilidades a que isto se propõe.

Vou namorar depois do carnaval

Por Alexandre Chollet  - Cérebro Masculino

Vocês estão ficando há um tempo, mas ele não quer dar o próximo passo e namorar antes do carnaval. Você prefere “aproveitar” com suas amigas e só depois da festa, pensar em algo sério. Ele pediu um tempo uma semana antes do carnaval, pois o relacionamento está desgastado ou ele está confuso.

São três exemplos muito comuns que ocorrem nessa época do ano. As pessoas priorizam uma festa onde a pegação rola solta para, apenas depois, terem algo sério. Bem, se o seu ficante é um desses, ou se seu namorado pedir um tempo logo antes da semana carnavalesca, caia fora, vaze, dê um pé na bunda. Não adianta perder tempo com quem dá prioridade a uma festa.


E se você está nessa, enrolando o coitado até passar o carnaval, sinceramente, só tem duas opções: ou você não está preparada para namorar ou não gosta dele. De qualquer maneira, o ideal é acabar tudo.

Se há amor, carinho ou ao menos interesse, não há festa que possa adiar o início de algo tão importante quanto um relacionamento. Não há vontade de ir farrear, ficar com outras pessoas ou tomar atitudes de solteiros. Quando você realmente está interessado ou sente algo por alguém, é só aquela pessoa que quer, deseja, pensa. O relacionamento fica mais importante que qualquer evento.

Um amigo meu já havia pago hotel em Salvador (só o hotel foi R$4000) e tudo  mais para o período carnavalesco. Começou a namorar no início desse mês e cancelou tudo, está procurando alguém para comprar a estada no quarto dele, pois preferiu ficar com a namorada. Eu sou DJ e quando toco no carnaval, caso esteja namorando, sempre levo a namorada junto. É uma questão de prioridades. E se acabar depois e você tiver perdido a festa? Lixe-se, todo ano tem diversas festas.

Outro amigo, ano passado, estava ficando com uma menina por um bom tempo, ela queria namorar. Ele estava enrolando até passar a bendita festa. Ela percebeu e deu um belo de um pé na bunda nele. Hoje tem um namorado que o prioriza do mesmo modo que ela o faz.

Caso você tenha um relacionamento e goste da festa, aproveitem em casal. Se não gostar, é o período ideal para viajar, fazer programas lights ou  ficar em paz apenas os dois, em casa mesmo.

E se teu namorado acabar o namoro, e vier te procurar logo após o período, vai treinando seus chutes na bunda, pois é o que ele merece.